Conselhos para quem deseja investir na Fotografia de Alimentos

0 384

Você provavelmente já deve ter visto uma imagem de comida que fez você ter água na boca bem antes de tê-la em sua frente, não é mesmo? Pois saiba que, tendo em mente os conceitos corretos, atuar na área da fotografia de alimentos pode se tornar um importante setor a ser devidamente explorado pelos profissionais da área.

Além disso, se você é apenas alguém que gosta de alimentar suas redes sociais com fotografias de alimentos mais elaborados, o acúmulo de conhecimento nesta área também é bastante bem-vindo. Afinal, quanto melhor exposto e mais trabalhado o seu conteúdo, engajamento e até mesmo oportunidades podem surgir para você.

Pensando nisso, fique atento a esses conselhos inicialmente simples, mas que farão grande diferença dentro de todo o contexto e arte que envolve a fotografia de alimentos.

Conselhos para quem deseja investir na Fotografia de Alimentos
Reprodução/Food Safety Brazil

Luz Natural SEMPRE é melhor

É evidente que existem contextos para se ter boas captações onde se torna inviável o uso da luz natural. Entretanto, se houver a menor possibilidade de montar um cenário com uso exclusivo da luz natural como sua fonte de iluminação, use-a. Ela trará um caráter mais orgânico a sua fotografia e também facilita a logística de eliminar o uso de outros equipamentos.

Não monte um cenário somente bonito

É importante investir no que os profissionais da fotografia de alimentos chamam de foodstyling, recurso para deixar a iguaria mais atraente para ser consumida. Entretanto, entenda que a montagem de um cenário nesse tipo de imagem precisa “contar uma história” onde a combinação de cada elemento tem um propósito e impacto.

Conselhos para quem deseja investir na Fotografia de Alimentos
Oficina da Photo

Frescor e brilho são importantes

Sabe aquela sensação de olhar para um prato e imaginar que ele acabou de sair do forno ou fogão e foi direto para a louça? Preservar esse aspecto de frescor e o brilho natural existente nesse período é ponto fundamental visando a eficiência máxima na aplicação das técnicas de fotografia de alimentos. Por isso, retire a iguaria de maior temperatura apenas na hora exata da imagem ou a mantenha na geladeira (nesse caso, pelo menor tempo possível).

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.