Home»Artigos de Foto e Vídeo»Conheça a história de quase 100 anos da Nikon

Conheça a história de quase 100 anos da Nikon

eMania https://blog.emania.com.br/content/uploads/2015/05/logotipo.png
eMania
4
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

A Nikon é especialista em materiais e equipamentos de imagem e óptica como câmeras fotográficas, lentes, flashes, filtros, microscópios, binóculos e instrumentos de medida. Prestes a completar 100 anos, a Nikon conseguiu atingir um patamar de uma das melhores marcas do ramo por fabricar os produtos com rigor e excelência com o objetivo de atingir altos níveis de qualidade.

Fotógrafos profissionais, amadores e demais usuários da marca japonesa garantem que, com a Nikon, resultados surpreendentes são atingidos. Quer saber qual foi a trajetória da Nikon e como ela chegou ao posto que ocupa hoje em dia? O Blog eMania te conta!

A história

Foi no dia 25 de julho de 1917 que a história da Nikon começou, quando três grandes produtoras ópticas de Tóquio, no Japão, se uniram para formar a Corporação de Indústrias Ópticas Japonesas, a Nippon Kogahu Kōgyō Kabushikigaisha. O objetivo inicial foi a produção de vidros de precisão óptica.

Alguns profissionais de outros países, principalmente da Alemanha – principal pólo tecnológico do ramo de fotografia na época – foram trabalhar na Companhia para desenvolver pesquisas e novos equipamentos. Foi com esse auxílio, já em 1918, que os primeiros binóculos do grupo foram desenvolvidos, além de estudos de possíveis outros produtos.

Primeiros produtos

O resultado dessas pesquisas foi o prisma binocular chamado de MIKRON 4x, ou 6x, introduzido no mercado pela empresa em 1921. Quatro anos depois, em 1925, Foi fabricado o primeiro microscópio da empresa, batizado de JOICO, que tinha lentes objetivas intercambiáveis.

Binóculos Mikron - Nikon Binóculos Mikron

As lentes viraram uma especilidade da Corporação a partir de 1932, ano em que iniciou-se a fabricação das lentes fotográficas objetivas e o nome Nikkor foi adotado para ser a marca dessas lentes. A Corporação também ficou encarregada da produção de telescópios e equipamentos de medidas.

Pós-II Guerra Mundial e o nome Nikkon

Como muitas marcas japonesas e europeias, a produção da empresa também foi completamente paralisada durante a Segunda Guerra Mundial, retomada apenas em 1945 com a produção de câmeras fotográficas, microscópios, binóculos, lentes para olhos, equipamentos de vigilância e instrumentos de precisão.

O nome Nikon só foi usado, oficialmente, em 1946, quando foi lançada uma linha de câmeras portáteis de 35mm que vinham com lentes intercambiáveis – um sucesso na época. A origem da palavra é a junção de “Nippon Kogahu”, primeiro nome da Companhia que deu origem à empresa e que significa “Óptica Japonesa”, com “Ikon”, famosas lentes fotográficas produzidas pela Zeiss.

A primeira câmera fotográfica a carregar o nome Nikon, que se tornaria um nome de peso e sucesso entre os fotógrafos foi a Nikon I, lançada em 1947.

Nikon como preferência

A Nikon abriu a década de 1950 nos mais altos lugares do pódio, com uma reportagem do The New York Times de 1950 dizendo que as câmeras da marca eram superiores a todas as outras no quesito tecnologia. Este artigo fez a Nikon se tornar sinônimo de excelência.

Para fechar a década, em 1959, foi lançada a Nikon F, primeira câmera SLR (Single Lens Reflex) – na qual o foco é feito através da lente objetiva – que ficou no mercado por 15 anos e se tornou a preferida de fotógrafos profissionais no mundo inteiro, principalmente dos fotojornalistas na década de 60 e 70.

Câmera Nikon F
Câmera Nikon F

 

Esse era só o começo do sucesso da marca japonesa. Depois da Nikon F vieram diversos produtos aclamados pela crítica e pelos clientes: as câmeras compactas, as subaquáticas Nikonos, as câmeras SLR manuais e de foco automático. Inclusive, a primeira câmera compacta com foco automárico da Nikon foi fabricada em 1983. Cinco anos depois, em 1988, o nome da empresa foi trocado oficialmente por Nikon Corporation. Nessa altura, a marca já estava consolidada no mercado há vários anos.

Estratégias

A Nikon usou seu potencial comercial para promover, desde 1969, o Nikon Photo Contest International, que é um concurso de fotografia que reúne profissionais e amadores de todo o mundo. O objetivo, segundo a companhia japonesa, é expandir a cultura fotográfica e o posicionamento de marketing da Nikon. Anualmente, o concurso reúne cerca de 280 mil fotógrafos de mais de 100 países diferentes. Ao todo, é exposta uma média de 1 milhão de fotografias.

Por ser uma marca associada à fotografia profissional e câmeras de alto desempenho, outra estratégia da Nikon foi criar a campanha “I am Nikon” em 2010 para melhorar os resultados de venda no segmento de câmeras compactas. Com essa campanha, a Nikon teve o objetivo de mostrar que a marca também era acessível para fotógrafos amadores e que qualquer um poderia usar as câmeras compactas digitais desenvolvidas pelo grupo.

Essa campanha lançou uma série de vídeos e imagens retratando diversos momentos que qualquer pessoa pode presenciar e protagonizar durante a vida, como os primeiros passos de uma criança, ou a primeira vez que uma pessoa andou de avião. Em todas as situações, a frase começa com “I am…”, ou “eu sou…”. Com este conceito, a Nikon mostrou momentos importantes na vida de uma pessoa que podem ser registrados com as câmeras da marca, principalmente as compactas.
A campanha teve um sucesso tão grande que depois dela, a Nikon teve o reconhecimento oficializado em 12 países da Europa e as vendas deram um salto gigantesco, pois os consumidores perceberam que não precisavam ser fotógrafos profissionais para usarem as câmeras da marca japonesa.

Banner Nikon

A Nikon no mundo

Hoje a Nikon pertence ao grupo Mitsubishi e comercializa a linha de produtos em mais de 100 países. Os produtos da área de imagem correspondem a 60% das vendas,  os outros 40% equivalem aos equipamentos de medida e precisão.

A Nikon é conhecida hoje também como a única empresa que fabrica microscópios com lentes próprias da marca, o que garante qualidade e durabilidade durante o manuseio dos equipamentos.

Curiosidade

Pronúncia

No Brasil pode-se observar que há variações na pronúncia do nome da marca. Não podemos afirmar qual é o certo e qual o errado, mas a base são os dois países polos de tecnologia: enquanto no Japão se fala “Nikon”, nos Estados Unidos e pronúncia é “Naikon”.

Post anterior

Panasonic revela nova câmera com 4K mais acessível

Próximo post

Adobe lança atualização do aplicativo Lightroom Mobile para Android

O Autor

Mariana Paschoal

Mariana Paschoal

Jornalista formada pela Universidade Estadual de Londrina, tem experiências em diversas áreas da comunicação, como radiojornalismo, webjornalismo, assessoria de imprensa e fotojornalismo.