Home»Dicas de Fotografia»Dicas para fazer fotos de paisagens perfeitas

Dicas para fazer fotos de paisagens perfeitas

eMania
124
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Você se deparou com um lugar incrível e quis fotografá-lo, mas a imagem saiu bem sem graça? Não se preocupe! Esse é um risco que todo mundo corre ao fazer fotos de paisagens. É normal que a beleza de uma paisagem não seja retratada com fidelidade em um pedaço de papel já que tem tantos outros elementos envolvidos naquela atmosfera. Felizmente há algumas técnicas que podem ajudar na hora de fotografar belos lugares.
Antes de começar, tenha na cabeça os três fatores que determinam se uma foto de paisagem é boa, ou não: enquadramento da imagem, fator surpresa e tratamento final.

Fazendo o recorte da paisagem

A essência da beleza de uma paisagem se perde em uma foto porque na fotografia, nós limitamos o olhar das pessoas que vão apreciá-la. Elas não vão ver todo o cenário que estava a frente de nossos olhos no momento da captura e, por isso, saber recortar a paisagem é essencial.
Quando for fazer isso, não se esqueça da regra dos terços. Ela vai determinar o que inserir no quadro, quais são os elementos mais importantes, como fazer o enquadramento perfeito, se você vai fotografar mais céu, mais chão…
É importante não pensar na paisagem da maneira como você vê sem a câmera. Ela, quando for impressa na fotografia, vai ficar muito diferente. Por isso tente sempre observar a cena através do visor do equipamento. Dessa maneira, você tem uma ideia melhor de como as fotos de paisagens vão ficar no papel.
Para determinar a proporção céu/chão da sua foto, leve em considerações fatores como as nuvens. Um céu com grandes nuvens fofinhas vai pedir mais destaque do que um céu limpo. As nuvens vão fazer com que a imagem não fique tão “sem graça”.

fotos de paisagens

O fator surpresa nas fotos de paisagens

Se não tiver o fator surpresa, as fotos de paisagens podem ser enfadonhas. É esse elemento que vai fazer com que a sua foto impacte e chame a atenção. Não há uma regra para criar isso, você precisa pensar em algo que pode fazer com que sua imagem surpreenda os outros.
Há diversos fatores surpresa possíveis: uma iluminação diferente, ondas do mar, objeto incomum, neblina, nuvens simétricas, um avião ou algum outro elemento voador no céu, as próprias cores da cena, o lens flare, entre tantos outros.
A regra dos terços pode ser aplicada aqui novamente para chamar a atenção para esse fator e deixá-lo em maior destaque. Se essas técnicas não forem utilizadas, a câmera digital tende a chapar o detalhe interessante com o resto da cena e isso pode fazer com que o fator surpresa desapareça.
É claro que isso não te impede de fazer uma foto de paisagens que não tenham nada que possa chamar a atenção. Quando for assim, invista no enquadramento e no ângulo não-padrão. Inove!

O horário conta

O melhor de uma paisagem é capturado em foto ao amanhecer e ao entardecer. Quando o sol está muito alto, a iluminação não ajuda muito e uma boa iluminação pode melhorar muito a cena que será fotografada.
Por isso a dica é que você acorde cedo – o sol do início da manhã é o mais indicado para esse tipo de fotografia de paisagens – e explore o ambiente. Quanto mais você conhecer o local que você vai fotografar, maiores são as chances de você fazer uma boa foto, já que você vai estar familiarizado com o local e conhecer cada cantinho interessante para ser registrado.

fotos de paisagens

Edições finais

Uma vez que você já fez a fotos de paisagens, há dois ajustes de edição que podem elevar o nível dela: os ajustes dos níveis e das cores seletivas.

No Photoshop

O ajuste de cores seletivas vai mexer com cada canal de cor da sua imagem separadamente. Desse modo, você tem controle de pequenas partes da imagem, sem precisar mudar a cor da imagem inteira.
É só seguir os seguintes passos:
1. Abra a imagem no Photoshop
2. Vá a Image > Adjustements >Selective Colors
3. Escolha um canal entre os nove disponíveis: “Reds” (vermelhos), “Yellows” (amarelos), “Greens” (verdes), “Cyans” (cianos, os azuis mais claros), “Blues” (azuis mais escuros e fechados), “Magentas” (tons de rosa), “Whites” (brancos, as áreas claras da foto), “Neutrals” (tons neutros) e “Blacks” (pretos, as áreas mais escuras da foto). Em cada canal você pode adicionar, ou retirar o tom em questão. Cada canal, na verdade, engloba todas as outras cores. O que você vai fazer é escolher a quantidade de cada cor em cada canal.
Vale lembrar que os canais de Pretos, Brancos e Neutros, quando mexidos, alteram a cor de toda a imagem, por isso deve ser manuseado com cuidado. Eles funcionam como um ajuste de níveis, clareando e escurecendo a foto, mas com foco na cor e não no brilho.

Depois de ajustar as cores da maneira que preferir, abre o controle de níveis (Levels) com o comando Ctrl + L e faça os ajustes finais para equilibrar as cores com os brilho e contraste da imagem.
Você ainda pode usar a ferramenta de corte para selecionar melhor o seu enquadramento e ter certeza de que todos os elementos importantes estão nas suas fotos de paisagens.

Post anterior

O guia básico de impressão de fotos !

Próximo post

Robert Rodriguez e arte de fazer filme com orçamento zero