Home»Artigos»Efeitos Especiais do novo Bond contra Spectre bate recorde

Efeitos Especiais do novo Bond contra Spectre bate recorde

1
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Embora ainda não tenha batido, ainda, nenhum recorde de bilheteria, “Spectre”, o último filme da série James Bond, estabeleceu um novo recorde mundial no Guinness Book pela maior explosão jamais encenado para uma cena de filme. De todas as coisas pelas quais uma pessoa pode ter um recorde mundial, “a maior explosão em um filme” está entre as mais interessantes, sem dúvida. E agora esse título pertence oficialmente a supervisor de efeitos especiais Chris Corbould.
Para fazer essa cena foram necessários 2.224 litros de combustível e quase cinquenta quilos de explosivos. Poderemos dizer com certeza que a maioria dos cineastas indie (incluindo este que vos fala) não pode imaginar a realização de uma cena tão grande e complicada como essa. Em vez disso, nós normalmente contamos com efeitos especiais DIY para tentar impressionar ( e que na maioria das vezes não impressiona…), mas com certeza podemos nos maravilhar com esse feito.
Embora essa façanha tenha sido oficialmente realizada por Chris Corbould, o supervisor de efeitos especiais e efeitos miniatura do filme, a produtora Barbara Broccoli e as estrelas Daniel Craig e Léa Seydoux, aceitaram o certificado de registro de quebra de recorde em Beijing, China, em seu nome.
“Os filmes de James Bond são sinônimo de superação de limites cinematográficos. O mais recente filme da franquia,” Spectre “, mais uma vez capturou a imaginação de amantes de cinema em todo mundos, e este será, certamente, em parte devido aos efeitos especiais fenomenais”, disse o Editor-Chefe do Guinness World Records  Craig Glenday. “A cena com a maior explosão em filme do mundo é um exemplo do tipo de efeitos especiais espetaculares e vai viver muito tempo na memória como um dos momentos marcantes da franquia Bond.”

Explicando a explosão do uso de efeitos especiais

efeitos especiais

Em um novo vídeo divulgado ontem pela Sony Pictures, temos um olhar mais detalhado por dentro de todo o processo de trazer essa explosão para a vida. Confira e impressione-se com o tamanho e complexidade da operação.
Como já falamos resumidamente, Corbould e sua equipe usaram 8.418 litros de querosene e 24 gatilhos individuais, cada um equipado com um pequeno computador para controle preciso da explosão, para conseguir filmar esta única cena de alta octanagem. A explosão final foi o equivalente a 68,47 toneladas de TNT, e a explosão durou mais de 7,5 segundos. Como vocês podem imaginar eles não tiveram muitas chances para tentar fazer isso dar certo então o planejamento posto por Corbould foi vital para fazer tudo funcionar no momento certo.
E o feito de Corbould fica ainda mais impressionante quando você combina esse take explosivo com algumas das outras grandes sequências de ação do filme. Fica bem claro que a equipe de produção estava tentando criar uma experiência mais imersiva e realista para o público através da captura de tanto destas sequências em câmera quanto possível. Aqui estão alguns dos vídeos de making of que mostram a produção de sequências de ação bem insana do Spectre.

Independentemente de você ser um fã da franquia Bond em particular e de filmes de ação em geral, é interessante notar uma mudança de mentalidade em Hollywood que parece estar voltando para mais efeitos especiais mais práticos e seqüências de ação feitas em câmera digital, não em um computador na pós-produção. Graças em parte a filmes como Mad Max: Fury Road, e programas de TV como o Mythbusters efeitos especiais práticos estão explodindo em popularidade, e uma prova concreta disso é o fato de efeitos especiais práticos estão sendo usados como parte das campanhas de marketing para filmes como este. Se isso significa que os efeitos especiais práticos estão experimentando um renascimento, porém, é uma questão de interpretação. Ainda assim, parabéns a Chris Corbould e toda a equipe de efeitos especiais da Spectre por sua explosão histórica.

efeitos especiais

Comentários

comentários

Post anterior

O DIRETOR DE FOTOGRAFIA

Próximo post

O que é a Regra do Hitchcock?