Home»Equipamentos de Foto e Vídeo»Chineses da DJI ameaçam punir usuários que não atualizarem seus drones

Chineses da DJI ameaçam punir usuários que não atualizarem seus drones

eMania
1
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Os drones são uma opção bem interessante para quem deseja fazer imagens com ângulos até então com poucas possibilidades de serem explorados tendo a mesma precisão de fotografia e filmagem. E, para quem gosta e possui esse equipamento fabricado pela companhia chinesa DJI precisa ficar atento a decisão tomada pela empresa no fim da última semana.

De acordo com um comunicado divulgado para a imprensa pela própria DJI no último sábado (20), será obrigatório para todos os usuários de seus drones logarem no sistema de atualizações da companhia para atualizarem seus equipamentos com a mais nova versão de firmware (programação básica) de seus drones.

companhia-chinesa-ameaca-punir-usuarios-que-nao-renovarem-sistema-de-ativacao-dos-drones-1-eMania-23-05

Para aqueles que não fizerem essa atualização do sistema de ativação, os seus respectivos aparelhos ficaram não apenas fora dos padrões de voo exigidos na localidade em que eles foram adquiridos como também limitados a alcançarem 30 metros de altura, 50 metros de distância e sem as funções de filmagem e fotografia com transmissão online. Ou seja, as funções virtuais do drone serão devidamente neutralizadas.

A principal preocupação da DJI para fazer esse tipo de “pressão” mediante a sua atualização é com relação as mais diferentes regras que os países tem colocado para que esses aparelhos possam voar no espaço aéreo sem punições aos seus donos. No Brasil, por exemplo, existem algumas regulamentações particulares que foram criadas em 2017 pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

companhia-chinesa-ameaca-punir-usuarios-que-nao-renovarem-sistema-de-ativacao-dos-drones-2-eMania-23-05

Assim como qualquer medida dessa magnitude, os usuários dos drones da DJI tiveram diferentes reações através das redes sociais em relação a essa medida da companhia sediada na cidade de Shenzhen.

Enquanto algumas pessoas encaram essa medida como necessária para melhor regulamentar e limitar o acesso a esses aparelhos apenas aos realmente aptos a usá-los, outros entendem essa atitude como algo autoritário e que até mesmo fere os direitos do consumidor.

Post anterior

Quatro dicas rápidas para aumentar o número de clientes em fotografia

Próximo post

Exposição na Espanha celebra a Leica com imagens de fotógrafos renomados mundialmente