Home»Dicas de Fotografia»Dicas para fotografar no poker

Dicas para fotografar no poker

eMania
2
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Ao contrário de esportes de ação constante como futebol, vôlei e tênis, o poker, por se tratar de uma modalidade disputada na mesa, precisa de uma série de requisitos especiais para o profissional ou amador da fotografia conseguir capturar boas imagens em um evento.

Um esporte em ascensão no Brasil, tem acontecido cada vez mais eventos de poker em solo brasileiro — portanto, gerando oportunidade de trabalho para fotógrafos que são especializados na área. Com suas próprias características e peculiaridades, nesse post separamos algumas dicas de fotografia que você precisa ter em mente na hora de se destacar com a lente no poker.

Evite o flash — O poker é um esporte que exige concentração dos jogadores na maior parte do tempo, em que cada movimento pode ser decisivo. Portanto, o fotógrafo precisa ser discreto. “O trabalho do fotógrafo numa sala de poker é não atrapalhar. Ele tem que ser invisível ao olho dos jogadores, e isso conta demais na reputação dos fotógrafos com os jogadores”, conta o profissional especializado na área Marcel Rizzuto.

Outro desafio do fotógrafo é sempre procurar lugares da sala com boa iluminação. Não são todos os eventos que contam com ótima iluminação. “Sempre procure um background com TV. Eles vão render boa iluminação ao fotógrafo”, afirma o fotógrafo Arthur Crowson.

Procure ângulos diferentes — O fotógrafo nunca pode ficar no campo de visão dos funcionários do evento, e há muitos deles que fiscalizam o que acontece na mesa. Com isso, o profissional com a câmera nas mãos precisa ficar pisando em ovos durante o salão para não atrapalhar o andamento do torneio — afinal, ter a atenção chamada dos diretores do evento nunca é bom.

“A criatividade precisa estar no instinto do fotógrafo de poker. Ele não pode se acomodar e esperar com que as fotos vão acontecer no mesmo local sempre. É preciso pensar e dançar conforme a música”, afirma Rizzuto.

Outra dica recorrente dos profissionais da área é usar o corpo a favor. Muitas fotos boas acontecem com o fotógrafo apoiado nos joelhos ou até mesmo deitado. Tudo em busca do melhor ângulo.

É essencial conhecer o esporte — O poker é um esporte em que cada sessão pode durar horas, portanto, o fotógrafo precisa saber o momento em que a ação está prestes a acontecer.

O profissional Fabian Grubler é um exemplo disso. O fotógrafo, que é um dos mais famosos nesse esporte, acompanha o poker de perto e desde pequeno se interessava em tirar fotos.

Grubler atribui a experiência em eventos como um de seus principais aliados na hora de conseguir boas fotos. “Trata-se apenas de capturar os momentos. Esses momentos que acontecem em um milissegundo e somem para sempre. Você tem de antecipá-los. Se você só apertar o botão quando eles chegarem, será tarde demais. Eu desenvolvi um método para estar lá antes de acontecer”, relata o profissional.

Dicas mais técnicas — Para Crowson, experiente em fotografias de poker, a abertura é um aspecto muito importante na hora de capturar as melhores imagens na mesa. “A abertura precisa ser a maior possível, e muito disso tem a ver com a necessidade de capturar o máximo de luz possível”, afirma o profissional.

Quanto ao obturador, Crowson relata que não é preciso se preocupar muito com esse detalhe — mas se você quiser capturar cartas em movimento e no ar, é bom ajustar.

No entanto, se você tiver experiência no assunto, não é preciso se importar tanto com esses detalhes, como Grubler bem fala: “As pessoas batalham tanto com a velocidade do obturador, abertura e ISO, mas para mim, é uma parte de quem eu sou. Quando entro em uma situação, dou uma olhada em volta, vejo como a luz reflete, quão clara ou escura ela é, como o fundo está. Eu absorvo essas coisas automaticamente em alguns segundos”.

Post anterior

A HISTÓRIA POR TRÁS DAS FOTOGRAFIAS FAMOSAS: A AUTOIMOLAÇÃO DO MONGE

Próximo post

Como lidar com a violação de direitos autorais na fotografia ?