Home»Dicas»3 dicas para achar o lugar perfeito para o seu retrato ao ar livre

3 dicas para achar o lugar perfeito para o seu retrato ao ar livre

4
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Fazer um retrato ao ar livre envolve o “esforço” do fotógrafo de sair do local fechado e de utilizar a beleza (ou a feiura) do ambiente ao nosso redor, que muitas vezes passa despercebido. É provável que você já conheça alguns pontos bonitos de sua vizinhança e consiga pensar em ótimos locais para servir de plano de fundo aos seus modelos. Mas quando você começa a observar os locais com a vontade de fazer esses retratos ao ar livre, o potencial daquele local aumenta imensamente aos seus olhos – assim como o potencial dos locais que você nunca imaginaria para o plano de fundo de suas fotografias.

Mas como fazer isso? Como encontrar bons planos de fundo para o seu retrato ao ar livre?

retrato ao ar livre

Conheça algumas dicas a seguir:

1. Que lentes você vai usar no retrato?

Saber qual lente você vai usar para fazer um retrato ao ar livre é importante porque, amplamente falando, existem dois tipos diferentes de retratos e ambos envolvem o uso de diferentes tipos de lentes.

O primeiro tipo é com o uso de uma lente grande angular para fazer retratos ambientais. Seja com o intuito de fazer algo mais documental, ou mais “catálogo de moda”, de qualquer maneira, a ideia é que você use uma grande angular e que as configurações da câmera fotográfica são tão importantes quanto o modelo.

O segundo tipo de retrato ao ar livre precisa de uma distância focal e uma abertura maior para que o plano de fundo fique desfocado. Nessa situação, o que você precisa ter em um plano de fundo é diferente do que na primeira situação. Você vai precisar procurar por algo que fique bom quando desfocado.

De qualquer modo, é provável que você encontre oportunidades de fazer os dois tipos de retratos em um mesmo local. Isso te dá a vantagem de decidir na hora como vai querer a sua imagem, ou até mesmo fazer os dois tipos e ver qual ficou melhor posteriormente.

2. Como a luz incide na cena?

Alguns fotógrafos gostam de fazer os retratos ao ar livre somente com a luz natural; outros, usam o flash para complementar a iluminação. Qualquer que seja a sua escolha, ainda é importante analisar a qualidade da luz que você tem disponível.

Para fazer isso, leve em consideração a hora do dia em que você está fotografando. Para aproveitar o máximo da luz natural, é preferível que você fotografe ao amanhecer e ao entardecer – horários conhecidos como a Hora Dourada, ou a Hora Mágica.

Outra opção é fotografar em um dia bem claro, mas na sombra. A luz forte do sol reflete em superfícies próximas do local da fotografia que agem como um grande refletor. Você também pode optar pelo flash para minimizar as sombras causadas por outras fontes de luz.

Nessa situação, a hora do dia não é importante, mas é bem provável que a luz do sol muito claro (geralmente do meio da tarde) venha de cima. Isso cria sombras embaixo dos olhos e do nariz do modelo, por exemplo. Para corrigir isso, além do flash, você pode usar um refletor.

retrato ao ar livre

3. Use um smartphone para fazer fotos

Você pode usar o seu smartphone para fazer fotografias de locais interessantes para te ajudar a lembrar onde eles ficam. É claro que você pode fazer isso com qualquer câmera, mas a vantagem dos smartphones é que a maioria deles tem GPS, o que facilita a memorização da localização exata de um lugar super interessante para o seu retrato ao ar livre.

Essa ferramenta é importante principalmente se você estiver em viagem, ou no meio da zona rural. Afinal, não há nada mais frustrante do que encontrar um local ótimo e depois, quando você for fazer os registros efetivamente, não se lembrar mais de onde eles ficam.

Comentários

comentários

Post anterior

6 DICAS PARA GRAVAR VÍDEOS PARA O YOUTUBE COM O SEU CELULAR

Próximo post

Os 3 pilares da fotografia de esportes automobilísticos