Home»Dicas de Fotografia»7 dicas para ensaios fotográficos de sucesso ao ar livre

7 dicas para ensaios fotográficos de sucesso ao ar livre

eMania
34
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Ensaios fotográficos ao ar livre são, sem dúvida, os mais bonitos e desejados dentro deste segmento. Com muitas opções de lugares para sair e fotografar, este tipo de ensaios fotográficos é enriquecido nos detalhes e numa perfeita harmonia que acontece entre o ambiente e o modelo ou objeto foco da sessão.

E, sendo considerado como um mercado em expansão, já que tem sido comum ver casais de noivos, gestantes e crianças optarem por este tipo de registro, em ocasiões e momentos tão especiais e únicos, muito tem se buscado por dicas sobre como fazer ensaios fotográficos de sucesso ao ar livre e vamos falar, agora, sobre isso!

Antes, porém, é importante ressaltar que este tipo de ensaio costuma ser bem mais trabalhoso do que um convencional de estúdio. Isso porque, ensaios fotográficos ao ar livre dependem de “n” fatores externos e mutáveis, sendo que fotografar nestas condições distintas requer um preparo especial e bem mais direcionado.

Quer dicas sobre como obter sucesso neste tipo de ensaio fotográfico? Veja as 7 dicas que separamos, tome nota e saia para praticar!

7 dicas para arrasar nos ensaios ao ar livre

1-     Estude antes de capturar
ensaios fotograficos estude antes de fotografar

Cada sessão fotográfica, ao ar livre, é um novo desafio, um projeto iniciado desde o zero mais uma vez e, por isso, antes de pegar a câmera fotográfica e sair capturando belas imagens, o profissional precisa conhecer cada detalhe do que o cliente quer naquele próximo trabalho.

Sejam fotos para publicidade, para o álbum de família ou, até mesmo, para treino, o fotógrafo tem que fazer um planejamento que estabeleça o que ele quer, quais são as prioridades a serem alcançadas durante o ensaios fotográficos.

Você já conhece o local em que as fotos serão feitas? Se conhece, é importante que você anote os melhores pontos para fazer o ensaios fotográficos e isso será uma tarefa consideravelmente fácil apenas se você já trabalhou naquele ambiente.

Se você ainda não teve a oportunidade de conhecer o lugar, uma dica valiosa é que, se possível, passe para conhecer antes do dia marcado para o ensaios fotográficos. Nada melhor do que ter, e passar, confiança para o cliente, que busca, sempre, pelo melhor.

Local estudado, agora é hora de pensar em muitos outros detalhes importantes!

Faça, sempre, um checklist para que nenhum pormenor passe despercebido. Essa lista irá ajudar, ainda, recordando-o de levar todos os equipamentos que serão necessários!

2-     Horário mais propício para fotografar
horario ensaios fotograficos ao ar livre

Fotos ao ar livre exigem, absurdamente, da luz natural para que o resultado alcançado seja considerado como satisfatório e, por isso, toda atenção é necessária para que o trabalho não fique perdido devido a uma inesperada intervenção do meio-ambiente, que arruíne o que foi planejado.

Cada faixa de horário pode produzir um determinado efeito na imagem registrada. Alguns, extremamente positivos, podem ser usados como ferramentas que otimizem o trabalho que está sendo realizado. Outros, entretanto, podem diminuir a qualidade do trabalho, e destes casos é preciso fugir!

Ensaios fotográficos feitos, ainda, durante o amanhecer, na aurora, produzem sombras alongadas e fotos em tons rosados e servem como excelentes exemplos de sucesso para este tipo de ensaio.

Mas, para quem não quer cair da cama para fotografar ou ser fotografado, até o meio-dia é possível contar com uma luz predominantemente boa, que permite a execução de um trabalho bem iluminado. Entretanto, ao meio-dia, corra para as sombras, pois o sol está em sua máxima o que pode causar desagradáveis imperfeições nos quadros.

E muita atenção: No período da tarde, dependendo de sua localização, o ar pode estar mais poluído, influenciando significativamente nos resultados.

Para ensaios fotográficos feitos em cidades pequenas ou em ambientes em que não exista esta má influência, a tarde pode ser aproveitada como o período da manhã, com ótimas opções de luz para capturar.

Fotos feitas à noite são, com certeza, as mais exigentes! Com a completa escuridão será necessário fazer uso de diversas ferramentas, tais como tripés e iluminações artificiais. Também será preciso configurar câmera e lente para longos períodos de exposição, ISO alto, grande abertura do diafragma e, ainda, habilitar o uso de flashes.

3-     Use o sol a seu favor
ensaios fotograficos sol

O sol é o recurso mais importante de um ensaio fotográfico ao ar livre, por isso, não pense duas vezes sempre que houver a oportunidade de usá-lo a seu favor.

Em dias cujo sol esteja bem visível, fotografe de costas para ele e disponha seus modelos num ângulo de 45 graus em relação ao sol. Assim, evitam-se que as sombras e os demais nuances indesejados atrapalhem o trabalho que está sendo feito.

Tome, sempre, muito cuidado com as sombras. Faça testes antes de iniciar o ensaio fotográfico e confirme quais posições ficarão melhor registradas pela câmera.

Há determinados ângulos, em relação ao sol, que deixam os modelos com olheiras indesejadas. Preste atenção para não prejudicar o valor do trabalho devido a este detalhe.

Em dias nublados, a iluminação mantém-se a mesma em qualquer direção e ângulo, por isso, fique a vontade para fotografar livremente!

Uma dica super valiosa de fotógrafos experientes é que, sempre que possível, realizem-se os ensaios ao ar livre em horários próximos ao nascente e poente do sol, já que nestas faixas de horário ele está na linha do horizonte, que é ideal para iluminar o rosto das pessoas que estão sendo fotografadas.

4-     Escolha um local adequado
ensaios fotográficos local

Ensaios fotográficos ao ar livre só são empolgantes se o cenário for verdadeiramente atrativo, e por isso eles devem, sempre, embelezar ou dar um novo sentido para a foto.

Existem muitas opções de lugares para programar ensaios e eles são os mais distintos possíveis e, se determinada paisagem não lhe parece interessante, para outro fotógrafo pode ser exatamente o que ele vinha buscando para compor certo trabalho. Tudo varia nesta equação!

Porém, há alguns locais que são bem comuns na hora de capturar belos retratos e, sendo assim, vale a pena investir em ensaios fotográficos nestes contextos. Vamos ver alguns dos principais e mais requisitados cenários para os trabalhos ao ar livre?

  1. Praia: Quer um cenário mais bonito e atrativo do que um belo mar de fundo nas fotos feitas para as mais diversas ocasiões e finalidades? Além do infinito azul, praias costumam ter quebra-mar e vários outros pontos turísticos na orla que podem enriquecer o trabalho fotográfico!
  2. Parques: Uns dos maiores destaques no campo dos ensaios fotográficos ao ar livre, os parques oferecem a mistura ideal de verde natural com urbanização. Tem sido um dos destinos mais procurados por ser prático e com muitas opções de lugares fenomenais para a realização das fotos.
  3. Plantação: Ensaios fotográficos que são feitos em plantações de flores, como por exemplo, de girassóis, possibilitam quadros incríveis e bem diferentes, ideais para campanhas publicitárias ou para pré-wedding – book de casal de noivos.
  4. Centros urbanos: Aqui podemos citar dois contextos bem opostos para a realização de ensaios fotográficos: O primeiro é o centro urbano elegante, com prédios altos e, em alguns casos, antigos ou ainda, ruas cheias de luzes, outdoors e entradas de bares. O segundo contexto, é o centro “pichado”, com a arte de rua viva e saltante. Ambos são exóticos e ricos para compor imagens, além disso, são convencionalmente usados em campanhas.

É preciso explorar, ao máximo, cada um dos ambientes escolhidos para fotografar, observando seus detalhes e todas as suas possibilidades. Um bom fotógrafo possui olhar crítico e consegue encontrar os melhores ângulos em cada local em que desenvolve seus trabalhos, por isso: Foco!

Além disso, é importante lembrar que muitas oportunidades surgem a todo o momento em um ensaio. Basta usar a criatividade para aproveitá-los!

5-     Clima: Uma incógnita constante
ensaios fotográficos clima

Sim! O clima é uma frequente dor de cabeça tanto para os fotógrafos quanto para os modelos e clientes que contratam pelas sessões.

É claro que, conforme a data for se aproximando, é possível consultar sites meteorológicos, porém, todos sabem muito bem que, além de não confiáveis, essas consultas exigem uma maior proximidade com a data combinada, sendo que, em alguns casos, torna-se impossível remarcar o ensaio fotográfico.

A chuva, sem dúvida, é o maior empecilho climático que um ensaio pode enfrentar, afinal, não há muito que se fazer!

Se a sessão não puder ser adiada, a dica é transferir para um lugar coberto. Alguns orquidários, por exemplo, possuem aspecto de ser ao ar livre, porém permitem que as fotos sejam feitas sem que ninguém se molhe. Tenha sempre uma carta na manga!

Felizmente, para os demais tipos de intervenções climáticas, há saídas criativas. Dias nublados, por exemplo, podem resultar em boas fotos em preto e branco.

6-     Instrua sobre a melhor combinação de roupas
ensaios fotográficos roupas

Evidentemente, o principal papel do fotógrafo é o de se preocupar com sua arte e seus equipamentos, deve, também, encontrar os melhores ângulos antes de tirar as fotos e dar dicas sobre poses, por exemplo.

Ao olhar o resultado final de um trabalho, ou seja, todo o conjunto que gerou a fotografia, as pessoas avaliarão, sempre, o profissional e pensando nisso atribui-se mais uma função ao fotógrafo: A de dar dicas sobre combinação de roupas!

Ao ar livre, as sessões fotográficas ficam bem melhores se os modelos usarem roupas claras.

O branco é o mais ideal para fotografar ao ar livre! A cor neutraliza efeitos indesejáveis, diminui o contraste entre o rosto e a luz e ainda ajuda na obtenção de um resultado visivelmente mais bonito.

Noivas conseguem obter o êxito em suas fotos por contarem com a verdadeira ajuda de seus vestidos!

O branco permite que a paisagem seja destacada, o que profissionaliza, muito, a sessão fotográfica. Em qualquer dos ambientes citados no item anterior, vale a pena investir neste tom para as fotos.

E, para situações em que não seja possível a utilização de roupas brancas ou claras, a dica é testar, primeiramente, todos os equipamentos como flashes e refletores na luz ambiente, verificando quais aperfeiçoarão o trabalho e quais não serão possíveis de executar.

7-     Saiba usar os rebatedores de luz
ensaios fotográficos rebatedores

A luz é fundamental em qualquer trabalho fotográfico e é claro que isso não é uma novidade para você. Porém, quando ela não está corretamente direcionada, ou seja, não está iluminando o cenário foco do da imagem, o que se pode fazer? Trocar toda a posição e composição ou atraí-la para o local indicado?

Se você possui alguma experiência com fotografia é óbvio que respondeu positivamente para a última opção, certo? É possível, sim, atrair a luz para o ponto mais importante da composição e isto requer uma ferramenta de uso parcialmente simples.

Os rebatedores de luz são importantes acessórios para o dia a dia profissional de um fotógrafo. Eles contribuem com a sessão, seja ela em estúdio ou ao ar livre, direcionando a luz para o exato lugar que ela precisa estar.

Podem ser instalados em tripés, modo de uso mais comum quando se trabalha fotografando sozinho ou quando a sessão é estendida por várias horas, ou pode ser usado com o apoio de ajudantes, que seguram no lugar mais propício para este direcionamento.

Existem várias fases para a utilização dos rebatedores e cada uma delas possui uma cor que se adapta a determina situação e ambiente. Veja quais são as principais colorações e suas especificidades:

  1. Rebatedor dourado: Utilizado em ambientes externos e para moda por ressaltar traços pessoais das modelos, conferindo-lhe um bronzeado diferente. É fundamental para fotos feitas ao meio-dia, já que serve como amenizador de sombras e marcas indesejáveis;
  2. Rebatedor prata: Muito utilizado para fotos feitas a noite, é o mais indicado, ainda, para fotos feitas ao ar livre próximas a mares ou lagos, já que proporcionará um brilho interessante para a composição;
  3. Rebatedor branco: É o amenizador de luz e, diferente dos demais, ele não é direcionado para o modelo, mas sim para o sol, visando amenizar sua entrada e bloquear uma parte da luz. Por dosar a luminosidade, é comumente utilizado em ensaios fotográficos ao ar livre;
  4. Rebatedor preto: Talvez o menos conhecido, é responsável por amenizar todos os tons ou reflexos que não são desejados na composição.

Agora é sua vez! Você já participou de algum ensaio fotográfico ao ar livre, seja como fotógrafo ou como modelo? Se já, conte-nos sua experiência pessoal! Quais destas dicas lhe teriam sido úteis? Deixe o seu comentário abaixo!

Post anterior

Aprender a fotografar de maneira simples

Próximo post

Como criar fotografias de flor com lanterna e refletor